Por que a transição da base para o profissional é tão importante?

02/10/2020

Se você acompanha futebol, já deve ter percebido que um dos processos de maturação do jogador oriundo da categoria de base é testá-lo no time profissional.

Daí você pode se perguntar, porque alguns atletas sentem a pressão e outros não? Poderíamos buscar várias respostas, mas quero focar no processo de transição da categoria de base para o profissional.

Certamente, uma transição bem feita é um dos motivos que faz o jogador não sentir tanto a pressão.

Vamos elencar alguns pontos para que a transição seja realizada de forma correta:

→ Os membros da base, do futebol profissional, do scout e da transição devem sentar para discutir e avaliar os atletas;

→ Com números em mãos, é possível analisar quais atletas podem suprir necessidades imediatas e quais precisam ser mais trabalhados;

→ Desta forma, é possível criar uma linha de sucessão para cada posição;

→ Enviar relatórios detalhados de forma constante ao departamento de futebol profissional ajuda muito no processo;

→ Neste relatório, devem conter: as notas dos atletas para as mais diversas valências e testes de perfis comportamentais;

→ Assim, é possível trabalhar com uma base de dados atualizada para tomar decisões rápidas e de qualidade;

O replicar do modelo de jogo do time profissional até a categoria sub-17 do clube faz-se necessário, isto ajuda o atleta em sua ambientação.

O trabalho de transição da base para o profissional é importante em todos os sentidos, principalmente para transformar expectativas de todos os envolvidos em realidade.

É claro que o tema não se esgota aqui, mas é um ótimo pontapé inicial!

 


Comentários